V4 News Ao Vivo- SpaceX, whats, Folha SP sai do Facebook e Instagram!
V4 News

SpaceX, Whatsapp Payment, Folha SP fora do Facebook, Instagram Prints e mais… | V4 NEWS

V4 News -12/02/2018

O V4 News está de cara nova. Desde fevereiro de 2018, agora falamos sobre as notícias importantes sobre do nosso mercado sempre às 19h e sempre AO VIVO.

Além de poder responder à alguns comentários e discutir outros assuntos com a galera que acompanha a live, também abordamos as seguintes notícias:

marketing-e-vendas

 

SpaceX lança seu foguete Heavy Falcon pela primeira vez

O foguete espacial da SpaceX disparado de Cabo Canaveral, Flórida, subiu para o espaço, carregando em sua carga útil – o Tesla Roadster vermelho do CEO Elon Musk – em uma órbita que se estende no cinturão de asteróides. O primeiro vôo do Falcon Heavy finalmente terminou e, apesar de um desembarque no oceano, o foguete mostrou sua proeza e provavelmente está pronto para começar as missões para os clientes.

Adicionando ao sucesso do lançamento, dois dos núcleos de foguete do Falcon Heavy tocaram com sucesso na Terra depois da decolagem. Os dois impulsionadores externos romperam o meio do vôo e retornaram ao Cabo, tocando em torno de 1.000 pés um do outro nas almofadas de pouso de concreto da SpaceX – Landing Zone 1 e Landing Zone 2. O núcleo central então se separou do estágio superior do veículo, mas não aterrissou como pretendido em um dos navios de drone autônomos da SpaceX no Oceano Atlântico. Isso significa que o SpaceX já conseguiu um total de 23 foguetes.

O Falcon Heavy agora detém o título do foguete mais poderoso do mundo, e seu lançamento marca a primeira vez que um veículo este maciço já foi enviado por uma empresa comercial. Possui 27 motores, mais do que qualquer outro foguete de trabalho que já utilizou. Isso significa que o Falcon Heavy pode colocar cerca de 140 mil libras de carga na órbita terrestre mais baixa, mais do dobro do peso que qualquer outro foguete operacional. Este poderoso veículo poderia abrir novos tipos de negócios para o SpaceX: lançando satélites pesados ??de segurança nacional ou mesmo enviando grandes módulos ou pessoas para o espaço profundo.

 

WhatsApp Payments

O recurso ainda não foi anunciado oficialmente pelo WhatsApp, mas já está disponível para alguns usuários. O assistente de configuração do Payments informa claramente que você pode “enviar e receber dinheiro de forma segura com o UPI”, sigla para Unified Payments Interface, um sistema regulado pelo Banco da Reserva da Índia.

Para configurar o Payments, é necessário verificar novamente o número do celular por SMS e selecionar o banco no qual você possui conta corrente. Na Índia, a lista é enorme e inclui as maiores instituições financeiras do país, indicando que o recurso não será tão restrito quanto os serviços de pagamentos móveis que estão chegando ao Brasil.

Depois de configurado, o recurso surge como um botão na janela de conversa, no mesmo local onde você pode compartilhar um documento, áudio ou imagem a um contato. Assim:

O WhatsApp ainda não comentou detalhes do Payments, nem informou se ele será expandido para fora da Índia, o maior mercado do aplicativo de mensagens, com mais de 200 milhões de usuários ativos (o Brasil é o segundo, com 120 milhões).

 

Folha de São Paulo desiste do Facebook.

“Folha deixa de publicar conteúdo no Facebook”. Com essa chamada, o veículo de comunicação paulistano usou a própria plataforma para divulgar que está abandonando a rede social. A decisão de ignorar o espaço foi tornada pública na manhã desta quinta-feira, 8. A nova estratégia foi criticada por leitores e jornalistas e, ironicamente, a postagem sobre o assunto apresentou engajamento maior do que as últimas interações na fan page mantida pelo título. Em seu site, o jornal explica que a principal razão é a alteração no algoritmo no ambiente controlado por Mark Zuckerberg.

Em nota com tom de editorial, a marca do Grupo Folha, que mantém o UOL (veículo que segue no Facebook), não poupa críticas ao modelo adotado pela rede social nos últimos tempos. O texto, que não é assinado por nenhum jornalista, começa falando do que seriam as “desvantagens em utilizar” a plataforma como estratégia para ter o conteúdo devidamente entregue aos leitores. O veículo deixa claro que se sente prejudicado com o fato de o ambiente “diminuir a visibilidade do jornalismo profissional”. No mês passado, o Facebook informou que priorizaria ainda mais os materiais divulgados diretamente por perfis, não pelas páginas – inclusive as mantidas por veículos da mídia tradicional.

Instagram começa a dedurar quem tira captura de tela das stories

O Instagram começou a exibir notificações para os outros usuários quando você faz alguma captura de tela no Stories, área voltada para a publicação de fotos e vídeos que ficam disponíveis por somente 24 horas. De acordo com informações do site The Next Web , o recurso já está sendo exibindo para algumas pessoas, mas deve ser totalmente liberado nos próximos dias.
Com a mudança, quando alguém faz um print em alguma publicação no Stories, o Instagram passa a  exibir uma espécie de asterisco ao lado do seu nome na lista de pessoas que assistiram a história. Para tranquilizar os usuários, a rede social exibirá um aviso dentro do aplicativo para confirmar que suas capturas passarem a ser reveladas para o autor da história.

Adicionar pessoas em grupos do WhatsApp sem autorização poderá render multa.

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou na última quarta-feira (07) o Projeto de Lei do Senado 347/2016 da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). O objetivo do texto é proibir a inserção de pessoas em “redes ou mídias sociais, bem como em seus respectivos grupos, páginas, comunidades e similares” sem consentimento.

Em outras palavras, pode virar “infração civil” adicionar pessoas em grupos do WhatsApp, por exemplo, sem antes perguntar se elas realmente querem fazer parte da nova comunidade. O mesmo valeria para grupos no Telegram, Facebook e qualquer outra plataforma digital.

Com a aprovação da CCJ, o projeto ainda precisa de um parecer positivo da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática para seguir em frente no legislativo. A matéria deve chegar a essa segunda comissão nos próximos dias, e a decisão tomada ali terá “caráter terminativo”. Isso significa que, caso aprovado novamente, o texto seguirá direto para a Câmara dos Deputados, pulando assim uma votação geral na plenária do Senado. Existe, contudo, a possibilidade de algum senador ou senadora abrir recurso para levar o projeto 347/2016 para plenária.

O Chrome marcará todos os sites HTTP como não seguros a partir de julho.
O Google anunciou nesta quinta-feira (8) que o navegador Chrome marcará todos os sites sem o “cadeado de segurança” como “não seguros” a partir do Chrome 68, que deve ser lançado em julho de 2018. O cadeado, o rótulo “seguro” e o “https” no início do endereço do site, denotam uma página que usa criptografia para impedir que o tráfego seja interceptado ou modificado por terceiros.
Navegadores web sempre identificaram essas páginas ditas “seguras” de uma forma ou de outra — o símbolo mais reconhecido é o cadeado –, mas o Chrome inverterá a regra para marcar as páginas simples como “não seguras”.

 

Quer vender mais? Fale conosco.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo